Páginas

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Hiperativo, de Marisa Schmidt


HIPERATIVO...
(inspirado no texto da Ligia Sena- Sobre meninos e cisnes)

No tempo em que era legal ser criança
a pipa no céu, a bola no chão
o talho na perna e o calo na mão
faziam a marca e também a lembrança
de que era assim com toda criança...

Menino agitado era o que tinha saúde
e a curiosidade era parte do enredo
"o homem do saco", se fazia medo
era um desafio tentado à miúde
porque o moleque é que tinha saúde...

Pais, tios, avós, professores, vizinhos
davam bronca, mas também entendiam
que na infância foram assim e até riam
lembrando quando ainda pequeninhos
iam roubar as goiabas dos vizinhos...

Mas hoje que é ilegal ser criança
se espera que sejam meninos-padrão
sentados obesos de tablet na mão
seguindo o rebanho em total confiança
e virou problema o bulício da criança...

A criança levada, hoje é quase anormal
e a falta de espaço se resolve com remédio
com mil atividades e sempre morta de tédio
quando "sarar de ser criança" será livre afinal
para ser então adulto... infeliz e bem normal...


Marisa Schmidt

2 comentários:

  1. Querida poeta!

    Muito orgulho me dá estar aqui. Obrigada, muito mesmo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Tua escrita, amada Marisa, é necessária! Fiques certa que não será o primeiro a constar aqui.

    beijoca de carinho

    ResponderExcluir